terça-feira, 9 de dezembro de 2008

NINA

A existência é limitada. Seja gente, animal ou planta. Tudo que tem vida, um dia morre. E mesmo com toda essa certeza, nem sempre é fácil aceitar uma perda.
Sentimentos... de todos que já tive, um dos mais bonitos e fortes que senti foi por minha Nina. Foram 10 anos de convivência que se encerram com data certa: amanhã! Mais um dia. Um misto de sofrimento e curtição dos últimos momentos.
Chegar a essa decisão, a escolha do momento. Não "escolha", uma falta de escolha, isso sim!
Ficam as memórias, as fotos e uma saudade já presente, mesmo antes dela partir. As brincadeiras, a companhia do sono, dos estudos, do computador, da televisão, das trelas. Um amor incondicional, que não importava eu tá de TPM, tá bêbada, assanhada, fedida, linda, arrumada. Ela estava sempre alí, bastava um chamado, e ela reconhecia a voz de imadiato.
Minha Nina, minha amiga, minha filha, minha gatinha.

Te amo eternamente!

2 comentários:

erikaramo disse...

Um amigo falou pra mim um dia: "os animais são anjos que Deus colocou na terra para que pudéssemos aprender a lidar com a morte."

Sei q continua mto difícil, mas conforta ne??? Amei essa frase e nunca esquecerei!!

Amo-te

Amélie . disse...

Obrigada Kika!
Deve ser isso mesmo. Com certeza animais são presentes de Deus!
Tb te amo amiga!